Como um Pet pode ajudar no tratamento da depressão

Animais de estimação são muito mais que uma “companhia peluda”. Eles podem ser fundamentais no tratamento da depressão, já que estimulam o interesse de cuidar do Pet. Segundo especialistas, isso influencia positivamente, pois o paciente passa a não ter tempo para pensamentos negativos, angústia, tristeza, estresse e solidão.

            Outro fator importante é o amor incondicional que os Pets expressam pelo dono. Assim, eles se tornam ótimas companhias durante esse momento. Os cães e gatinhos também precisam brincar e se exercitar, o que estimula os tutores a praticar atividades físicas, sair para caminhar e movimenta as ideias. Os exercícios são importantes porque liberam endorfinas, melhorando os sintomas da depressão.

Existe Pet ideal para quem tem depressão?

            É necessário que o tutor e o Pet tenham uma relação saudável, por isso pensar no perfil de ambos é uma boa dica. Para pessoas com depressão, o ideal é um animalzinho calmo, dócil e que goste de receber carinho. A escolha entre Cão e Gato é pessoal, entretanto vale lembrar que os felinos geralmente são mais independentes. 

Quando se trata dos cães, os “vira-latas” são os mais fieis, pois demonstram gratidão eterna ao tutor. Outras raças, como Golden Retriever e Labrador, também têm personalidades ótimas para tornarem-se CÃOpanheiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.